Deputados destacam pioneirismo de Centro de Referência para crianças com microcefalia e doenças neurológicas

16 de Março de 2016

O pioneirismo do Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), inaugurado na última segunda-feira (14/3) pelo Governo do Maranhão e o Instituto Acqua, foi tema de elogios na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado. A importância da unidade – especializada em atendimento às crianças com problemas de neurodesenvolvimento, e, entre os quais, a microcefalia – foi ressaltada pelos deputados Rogério Cafeteira (PSB), Levi Pontes (SD) e Othelino Neto (PCdoB).

O Ninar integra vários serviços que já eram prestados pelo Governo às crianças com microcefalia em um único espaço, para maior facilidade de acesso e comodidade às crianças e suas famílias. No centro serão disponibilizados tratamentos especializados com corpo clínico formado por pediatras, neuropediatras, oftalmologistas e geneticistas, além de uma equipe multidisciplinar composta por fisioterapeutas, enfermeiros, fonoaudiólogos, assistentes sociais, psicopedagogos e terapeutas ocupacionais.

O deputado Rogério Cafeteira destacou o pioneirismo do projeto, no sentido de criar um espaço especializado para tratar de crianças com problemas neurológicos de todo o Maranhão. “Esse procedimento permitirá desenvolver técnicas e tratamentos mais eficazes. Gostaria de saudar o governador Flávio Dino e toda a equipe da Secretaria de Saúde. Não tenho dúvidas do ganho da saúde do Estado com esse centro”, enfatizou.

Quem também destacou o pioneirismo da iniciativa foi o deputado Othelino Neto. Para o parlamentar, o Maranhão dá mostras que está na vanguarda do tratamento de microcefalia provocado pelo Zika vírus, que é um problema grave, hoje, em todo o país.

“O Estado é pioneiro nisso. Com o centro, o governo vai poder dar uma assistência especializada para crianças de todo o Maranhão, para que, desde o momento em que nasçam, já possam ser tratadas e assim diminuir o impacto quando elas estiverem adultas, para que tenham uma qualidade de vida maior. O Governo do Maranhão está de parabéns”, ressaltou Othelino.

De acordo com Levi Pontes, a área disponibilizada a grupos de pesquisas científicas sobre doenças neurológicas, criado por meio da parceria do Governo com instituições de ensino superior do Maranhão e de São Paulo, permite a troca de conhecimento constante entre os profissionais dos dois Estados que se reverterá em aplicações de técnicas e tratamentos de ponta aos pacientes do centro. “Portanto, é mais um modelo de gestão na Saúde diferenciado para aqueles que realmente mais precisam do serviço público”, frisou o parlamentar.

 

Foto: Karlos Geromy/Secap