Maternidade Benedito Leite realiza palestra sobre importância do aleitamento materno em São Luís (MA)

04 de Agosto de 2017

Iniciativa faz parte das atividades de conscientização da Semana Mundial de Amamentação e envolvem unidades de saúde sob gestão do Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde

Mulheres em fase de amamentação e que são atendidas na Maternidade Benedito Leite, em São Luís (MA), participaram na última terça-feira (1/8) do primeiro dia de atividades da Semana Mundial de Amamentação, que tem como tema “Trabalhando juntos para o bem comum”. Durante a ação, a equipe multidisciplinar composta por nutricionista, psicólogos, assistente social e enfermeiros explicou às mães a importância do leite materno como único alimento do bebê durante os seis primeiros meses de vida.

Na palestra “A importância nutricional do leite materno”, o nutricionista Victor Sampaio afirmou que o leite é o alimento mais completo do mundo. “O leite materno é mais completo do que qualquer alimento formulado. Nenhuma fórmula infantil vai se igualar aos benefícios que o leite materno tem. Ele contribui para o aumento da imunidade da criança, além de aumentar o laço efetivo da mãe com o bebê”, explicou o profissional da equipe multidisciplinar da unidade.

Durante as palestras, a equipe reforçou o cuidado que as mães devem ter com a alimentação. Para uma boa qualidade do leite materno, a mulher precisa consumir alimentos naturais e evitar os industrializados e condimentados. Além disso, não é recomendada a inserção de água na dieta do bebê antes dos seis meses. O leite materno deve ser oferecido até os dois anos de idade.

Clerismar Silva, 19 anos, deu à luz na Maternidade Benedito Leite e contou sobre a experiência da amamentação. “No início meu filho não estava sugando o leite direito, mas tive apoio das equipes e agora ele já está sugando corretamente. Sei que o leite que dou para ele é muito importante para o seu desenvolvimento”, disse a mãe de Christian Benjamin.

Proteínas – “Há 36 tipos diferentes de proteínas no leite materno que promovem a proteção do bebê contra doenças. As mães trazem imunidade adquirida ao longo da vida e conseguem passá-la para o filho durante a amamentação”, explicou a biomédica Aline Oliveira.

Em relação ao bebê que não mama, a profissional esclareceu que só o leite materno tem os fatores de proteção ideais para a criança. “Nenhum outro leite substitui o leite materno. A criança que não mama está propensa à infecções e reações alérgicas”, completou.

Além da parte nutricional, assuntos ligados à lactante e seus direitos também foram abordados na palestra. As mães tiraram dúvidas sobre licença-maternidade e o direito à amamentação. Outros temas discutidos foram o aleitamento/imunidade natural e amamentação e o vínculo materno.

Mais atividades relacionadas à Semana Mundial da Amamentação estão programadas para hoje (4/8). Mães atendidas na Maternidade Marly Sarney, também na Capital maranhense, receberão material informativo sobre o banco de leite da unidade e haverá entrega de cestas básicas. Ações de conscientização também ocorrerão na Maternidade Nossa Senhora da Penha, Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos e Casa de Apoio Ninar.

Um mamaço coletivo com ação social será realizado no domingo (6/8), das 8h às 12h, na Casa de Apoio, localizada na Estrada de São Marcos, Ponta do Farol. Mães poderão amamentar e participar das rodas de conversas sobre aleitamento materno. A programação inclui atendimentos de saúde, como teste de glicemia e aferição de pressão arterial, orientações sobre cuidados com o bebê e atividades recreativas para as crianças.