contato@institutoacqua.org.br

Profissionais do Hospital Regional de Ponta Porã (MS) recebem treinamento sobre intubação de pacientes Covid-19

03/07/2020

Hospital gerenciado pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul é referência no tratamento de pacientes com o novo coronavírus

O Hospital Regional Dr. José de Simone Netto, em Ponta Porã (MS), referência para casos de Covid-19, promoveu na última quinta-feira (02/07) capacitação sobre técnica e manejo na intubação orotraqueal em sistema fechado – a prática auxilia no tratamento dos pacientes que apresentam a forma mais grave da Covid-19. Unidade é gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul.

“Abordamos as maneiras de realizar suporte avançado de vida, permeabilização de vias áreas, tipos de vias, ventilação mecânica no paciente Covid-19 e protocolos de sedoanalgesia no paciente que necessita de sequência rápida de intubação, e em ventilação e assistência de enfermagem à parada cardiorrespiratória. Esses treinamentos fazem parte dos protocolos institucionais de atendimento na pandemia”, explicou o coordenador de enfermagem da UTI, Cássio Humberto Rocha.

Mensalmente são realizados treinamentos para atualização de técnicas de pacientes Covid-19. O diretor-técnico, Antônio Martinussi, ressalta a importância do treinamento de técnicas de intubação. “Observamos que vários pacientes com Covid-19 evoluem para a forma pulmonar mais grave da doença, quando isso ocorre é necessário o procedimento de intubação com técnicas específicas que exigem mais cuidado da equipe. Por isso, nossos profissionais são frequentemente treinados para realizar com precisão esses procedimentos ”, afirmou.

Referência – O hospital é referência para casos de Covid-19 e conta com 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A unidade adequou setor próprio para pacientes com sintomas respiratórios. Dentro dessa área há equipe específica com roupas e materiais de proteção individual, sala de estabilização respiratória com monitores e respiradores.

A unidade também criou um comitê de crise com o intuito de atualizar a equipe multidisciplinar, conduzir estratégias e protocolos para otimizar o atendimento e conter a disseminação do vírus. O comitê é presidido pelo médico infectologista Pablo Custódio, e conta com médicos e enfermeiros que realizam capacitações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *