Acqua é escolhido para estudo acadêmico de faculdade em São Paulo

31 de Agosto de 2018

 

Universitários do curso de publicidade da Faculdade Paulus de Tecnologia (FAPCOM), vão adotar histórico de gestão do Instituto Acqua como estudo para projeto de comunicação 


Na manhã de sexta-feira (31/8), o diretor-presidente do Instituto Acqua, Ronaldo Querodia, conversou com alunos do curso de Publicidade da Faculdade Paulus de Tecnologia (FAPCOM), em São Paulo. Estudantes escolheram o Instituto como objeto de estudo para criar ações de comunicação orientadas pelo corpo docente. 

O Acqua irá contribuir com seus 19 anos de atuação frente a projetos nas áreas ambiental, educacional, esportiva, cultural e saúde. “É sempre estimulante trocar experiências com os universitários. Foi uma conversa muito positiva. Eles vão indicar diversas ideias e, algumas, estamos dispostos a aplicar em nosso departamento de comunicação. Será um trabalho acadêmico, mas com total integração. Ao mesmo tempo, apresentar a história de sucesso do Acqua e ver que os jovens ficaram empolgados é sensação única”, garante o diretor-presidente do Acqua, Ronaldo Querodia. 

Incentivar jovens engajados e estar próximo da comunidade acadêmica são ações que valorizam o crescimento do Acqua e tornam o processo de cidadania e inclusão ainda mais possíveis, em harmonia e em prol de uma sociedade mais participativa. Vanderlei Postigo, mestre em comunicação e coordenador do curso de publicidade da universidade, pretende levar ações do Acqua para dentro da faculdade. “Sem dúvida o Acqua faz a diferença. Moro em Santo André, cidade que o instituto mantém sua sede, e vejo a movimentação e sucesso de suas ações. Queremos trazer atividades como a Feira Vegana promovida pelo Acqua aqui na FAPCOM. Os alunos já indicaram interesse em colaborar”, indica o professor. 

Neste semestre, 34 estudantes serão divididos em grupos (que formarão agências de comunicação dentro da sala de aula). A partir do estudo de portfólio do Acqua, pesquisa e levantamento de problemas e soluções, os jovens vão contar com orientação dos professores para elaborar um plano de estratégias. “É um estudo que formata como uma agência de publicidade funciona na prática. O Acqua será um cliente dessas agências experimentais e receberá um plano de comunicação criado pelos alunos no intuito, inclusive, de poder utilizá-lo daqui pra frente. Será um grande desafio, uma vez que o Acqua atua em várias vertentes, comunicando para diferentes públicos”, explica Fernanda Elouise Budag, doutora em comunicação e docente da FAPCOM nas disciplinas de planejamento em comunicação e pesquisa de mercado.