Casa de Apoio Ninar celebra um ano de funcionamento com inauguração do Ambulatório de Especialidades em Epilepsia na Infância em São Luís (MA) | Instituto Acqua

Casa de Apoio Ninar celebra um ano de funcionamento com inauguração do Ambulatório de Especialidades em Epilepsia na Infância em São Luís (MA)

05 de Julho de 2018

Novo serviço ambulatorial atenderá crianças de zero a 12 anos com diagnóstico da doença

“Quando não se conhece algo, a gente tem medo; quando passamos a conhecer, a gente cuida.” Com essas palavras a neuropediatra Patrícia Sousa resumiu o sentimento de acolhimento e transformação de pacientes e profissionais da Casa de Apoio Ninar, na manhã desta quarta-feira (4/7), durante evento em comemoração pelo primeiro aniversário da unidade de saúde e inauguração do Ambulatório de Especialidades em Epilepsia na Infância.

Patrícia, que também é diretora da Casa de Apoio Ninar, falou emocionada ao ver a mudança de paradigmas de todas as pessoas envolvidas no trabalho desenvolvido no equipamento de saúde gerido pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES). “Ao longo de um ano, construímos juntos uma bonita história. Tínhamos muitas dúvidas sobre como reconstituir a ideia de família, a partir de uma maneira de cuidar diferente dos filhos, com integração, apoio e acolhimento. É uma emoção muito grande saber que mais dez mães estão grávidas novamente, que o filho existe além da patologia clínica e que todos estão reconstruindo um novo jeito de cuidar da família”, disse.

Acolhimento que mudou a vida de mulheres como Luzenilde Mendes Costa, 32 anos, mãe do João, de dois anos e cinco meses. “Aqui realmente é uma casa de apoio em todas as circunstâncias. Eu e o João somos muito parceiros e a unidade nos ensinou a estar mais próximos nessa convivência, aprendendo e trocando experiências”, destacou Luzenilde.

O evento contou com a presença do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, do defensor público do Estado, Alberto Bastos, do presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), Lawrence Melo, do deputado estadual Antônio Pereira, do diretor-presidente do Instituto Acqua, Ronaldo Querodia, e da coordenadora das unidades no Maranhão e diretora do Instituto Acqua, Paula Assis, entre outras autoridades e familiares das crianças atendidas na Casa de Apoio Ninar.

Para o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, o aniversário da Casa de Apoio também foi um momento de celebrar a implantação de novos serviços que vão garantir mais qualidade de vida para as crianças. “A gente não está apenas comemorando um ano de projeto, mas um ano de vidas que foram transformadas. Celebramos o que já foi feito e comemoramos a implantação de novos serviços. O Ambulatório de Especialidades em Epilepsia na Infância vai disponibilizar atendimento para mais de 200 pacientes. Assim, construímos uma nova história para a saúde das crianças do Estado”, afirmou.

“O Instituto Acqua tem orgulho de fazer parte dessa mudança de paradigma na área da saúde, aqui no Maranhão. Essa casa é um exemplo muito simbólico da inversão de prioridades. Antes era usada com uma função muito restrita, e hoje atende uma população carente desses serviços e se tornou uma referência nacional, além de estar participando de um processo internacional de reconhecimento pela Organização das Nações Unidas”, destacou o diretor-presidente do Instituto Acqua, Ronaldo Querodia.

Novos serviços – Além do atendimento médico multidisciplinar para crianças com doenças que afetam o desenvolvimento neuropsicomotor, incluindo a microcefalia, a Casa de Apoio Ninar passa a oferecer os serviços do Ambulatório de Especialidades em Epilepsia na Infância, com capacidade para atender, inicialmente, cerca de 250 crianças por mês, com idade entre zero a 12 anos, de 78 municípios do Estado.

O atendimento acontecerá de segunda a sexta-feira com equipe multiprofissional composta por neuropediatra, psiquiatra, pediatra, infectopediatra, psicóloga, nutricionista, enfermeira, assistente social, oftalmologista, arteterapeuta e professor de música. “Inovaremos a maneira de atender no ambulatório, que contará também com atividades de arteterapia, musicoterapia e oficinas de culinária. O local oferece serviços de triagem de epilepsias benignas, as de difícil controle, aquelas de tratamento não medicamentoso e os casos em que poderão ser usadas outras medicações”, complementou Patrícia Sousa.

Balanço – De julho de 2017 até maio deste ano, a Casa de Apoio Ninar contabilizou 97.227 atendimentos que mudaram a vida de crianças da Capital maranhense e interior do Estado. Destes, 40.840 foram consultas médicas e multiprofissionais, 1.689 procedimentos de enfermagem, 7.826 terapias individuais, 6.119 terapias de grupo, 39.400 atendimentos multiprofissionais e 1.353 exames.