Feira Vegana do ABC reúne 1,3 mil pessoas na sede do Instituto Acqua

26 de Fevereiro de 2019

Evento contou com diversidade gastronômica, yoga na Praça e atividades culturais; próxima Feira Vegana será dia 31 de março

A 18ª edição da Feira Vegana do ABC, realizada no último domingo (24/02) na sede do Instituto Acqua, em Santo André (SP), reuniu 1,3 mil visitantes que conferiram diversidade de itens apresentados por 30 produtores independentes. O evento, idealizado pelo Acqua, estimula a comunidade regional do Grande ABC para hábitos saudáveis, além de discutir a causa animal e movimentar a economia criativa. A próxima edição está marcada para dia 31 de março.

Com programação variada, o evento – que já se tornou referência para a comunidade vegana do ABC Paulista – iniciou as atividades às 10h com aula aberta de yoga na Praça Kennedy (a cinco minutos do Instituto Acqua). Os exercícios de meditação e posições da modalidade Hatha Yoga foram comandados pela instrutora e professora do Instituto Acqua, Andrea Moll. A ação reuniu 35 pessoas. Rafael Nascimento Bairovich, 36 anos, foi um dos praticantes e conta a experiência. “É a primeira vez que participo. Já fui à Feira Vegana, mas nunca consegui fazer a aula de yoga. Gostei bastante. Alguns exercícios vou até replicar em casa”, garantiu.

A partir das 11h, o espaço cultural do Acqua recebeu os visitantes que tiveram contato com opções gastronômicas como comidas japonesas da Wasabi Vegan Food, salgados da Deli Veggy, pães de flor da Pão de Flor Padaria Artesanal, bolos variados da Candy Comeu, além de cervejas artesanais do Fulla’s Brew Pub e demais produtos. Simone Piero, 27 anos, moradora de São Bernardo do Campo, aprovou a gastronomia. “É a terceira vez que venho e acho uma delícia. Amo as comidas japonesas e os biscoitinhos e bolos. Tenho algumas amigas de São Paulo que também curtem bastante essa Feira. É uma ótima opção e tem muita coisa gostosa”, comentou.

Para somar às opções gastronômicas veganas, o evento também recebeu expositores de produtos cruelty free, ou seja, aqueles que não geram qualquer tipo de prejuízo para os animais em sua produção, e que seguem padrão natural de testes e fabricação. Marcas como Flor do Sol Saboaria, Añu e Loja Mimi Veg comercializaram sabonetes artesanais, aromatizadores e itens de maquiagem. O público também conferiu biojoias produzidas a partir de flores secas e sementes feitas pela marca A Semente Dourada, além de itens para o lar, como acessórios decorativos com temática de jardim da Nós2. Houve ainda sessões de massagem promovidas pelo Espaço Vida.

Koto sessions – Durante a tarde, às 14h, a banda Liquidus Ambiento apresentou som autoral com influências de diversos países. Com Master San no contrabaixo, Iuri Rio Branco na bateria e Lorena Hollander tocando koto - instrumento musical japonês de cordas dedilhadas, o trio reproduziu experiências musicais reunidas no show Go Vegan Experience. “Fiquei impressionado com o som desse instrumento, o Koto. Não conhecia e achei lindo. É bacana participar de eventos assim que você pode curtir música gratuita e conhecer pessoas engajadas”, descreveu Ricardo Abrantes, 33 anos, morador de Santo André que estava acompanhado da esposa e filha.