Feira Vegana do Grande ABC leva cerca de mil pessoas ao Espaço Vivências e Convivências do Instituto Acqua

28 de Agosto de 2017

Evento contou com apresentação musical e venda de feijoada vegana

Alimentos saudáveis e boa música fizeram parte do domingo de cerca de mil pessoas que circularam pelo Espaço Vivências e Convivências ontem (27/8) durante a 1ª Feira Vegana do Grande ABC. O evento proporcionou o contato com 17 expositores que levaram opções gastronômicas que variaram de queijos e doces até bolos e refrigerantes livres de ingredientes de origem animal, além de apresentação musical do grupo Quadrisax, que animou a tarde no auditório do espaço.

Pela primeira vez em uma feira com esse perfil, o morador de São Bernardo do Campo (SP) Ademar Peres, 40 anos, gostou bastante do que encontrou no local. “O evento está muito bem organizado e achei os produtos excelentes. Minha mulher e filha são vegetarianas e estou começando a seguir esse estilo de vida mais saudável também”, contou. Além de alimentos veganos, foi possível encontrar pequenos produtores de cosméticos, produtos para pets, kokedama (arranjo de planta feito de musgo) e organites (objetos à base de resina, metal e cristais usados para equilibrar a energia de ambientes e pessoas), entre outros.

“Adorei tudo. O lugar é muito bonito e a música é ótima. Todo mês vamos para São Paulo participar de eventos assim. Quando vimos o evento no Facebook do Acqua ficamos muito animados”, afirmou Patrícia Arantes, 47 anos. Ela e o marido Almir Rizzatto, 38 anos, são veganos e disseram ter se programado para pedalar pela cidade logo cedo e dar uma parada no evento para almoçar a feijoada vegana que foi vendida no local.

O quarteto de saxofonistas do grupo Quadrisax se apresentou no auditório ao longo da tarde enquanto a população circulava pelo Espaço Vivências e Convivências. “Fizemos aqui a nossa reestreia porque o grupo estava parado há cerca de um ano e agora retomamos e foi perfeito tocar nessa feira. Estava muito animado e nossos amigos e familiares que participaram gostaram muito. A acústica do local também ficou excelente”, explicou o músico Edu Moreno.

“Foi uma ótima ideia fazer essa feira. É um mercado que deve crescer muito. Eu não sou vegana mas posso dizer que o sabor dos alimentos que provei aqui é muito bom”, explicou a farmacêutica Cleide Tosta, 60 anos, enquanto experimentava um brigadeiro que comprou em uma das tendas dos expositores. Ela veio de Ribeirão Preto visitar uma amiga e ambas aproveitaram para conhecer o evento.

Mayara Cristina, da Caqui Doceria, disse ter se surpreendido com as vendas. “Trabalho mais com encomenda de produtos. Esta foi minha primeira feira e já consegui vender todos os produtos. Trouxe brigadeiro no copinho, bolo no pote e empadinhas, que foram um sucesso. Tudo sem glúten e sem lactose”, explicou.

A segunda edição da Feira Vegana do Grande ABC já tem data marcada: será no dia 24 de setembro, das 10h às 17h, no Espaço Vivências e Convivências.