Feira Vegana se consolida como opção de economia criativa e atrai público da região

30 de Outubro de 2017

Referência para veganos do Grande ABC, Feira do Instituto Acqua reúne gastronomia de pequenos produtores e atração musical

A 3ª edição da Feira Vegana do Instituto Acqua, realizada neste domingo, (29/10), em Santo André, reuniu pequenos produtores e a comunidade regional para estimular a economia criativa, hábitos saudáveis e o contato com produtos livres de ingredientes de origem animal. O evento também marca a semana em que comemora-se o Dia Mundial do Veganismo, 1º de novembro, próxima quarta-feira.

Com entrada gratuita, a atividade contou com 20 produtores que apresentaram aos visitantes diversas opções de produtos à base de vegetais, além de doces, queijos, patês e até feijoada vegana. Cíntia Albani, moradora de São Bernardo do Campo, visitou o espaço para levar comida congelada. “Aqui no ABC não tem tantas opções para nós veganos. Quando soube da Feira fiquei contente. Aproveitei para comprar feijoada vegana congelada e alguns biscoitinhos”, disse.

Diante das variedades, a Feira também comercializou a famosa coxinha de Jaca. Marcio Nascimento, proprietário da marca Dona Zigfrida, garante que o salgado é imbatível. “Sem dúvida é o que mais vendo. As pessoas procuram muito a coxinha e também o doce de biomassa. Estou expondo aqui na Feira Vegana do Acqua desde a primeira edição e percebo que a população do ABC não vai para São Paulo em busca desses produtos. Por isso a iniciativa é tão importante. E para nossas vendas é melhor ainda”, opina.

Aprovada por muitos veganos, a Feira atraiu olhares curiosos até de quem ainda não pertence a essa cultura. Isabela Morita Zanoli, 3 anos, provou três tipos de brigadeiro vegano e pediu à mãe que levasse o doce para casa. “Não conhecia a Feira. Adorei as opções, comprei diversos produtos e voltarei todo mês. A Isabela gostou muito do chocolate vegano. Bacana saber que nossa cidade agora tem essa opção”, conta a andreense Alexandra Morita Zanoli, mãe da pequena.  

Além das opções gastronômicas, a ação contou com atração musical de violinistas que percorreram o espaço em duas apresentações interagindo com o público. Essa iniciativa integra a proposta do Acqua de somar serviço e entretenimento. “Com mais essa edição percebemos que o público do Grande ABC já adotou a Feira como opção de lazer. Desde o início nossa ideia era estimular a economia criativa e enaltecer o trabalho de produtores da região que produzem gastronomia de qualidade para esse segmento. Sabemos que em São Paulo há diversas opções gastronômicas para os veganos, mas aqui em nossa região ainda não é comum. Nossa Feira Vegana atua, além de servir essa demanda, para valorizar o veganismo e também incentivar as pessoas a conhecerem essa cultura”, comenta Ronaldo Querodia, diretor-presidente do Instituto Acqua.

Próxima edição – A próxima feira vegana será realizada em 26 de novembro, das 10h às 17h, com entrada gratuita. O local conta com espaço para guardar bicicletas e animais de estimação também podem circular.

Sobre o Espaço Vivências e Convivências – Criado para estimular as relações entre pequenos produtores e a comunidade regional, o Espaço Vivências e Convivências foi inaugurado pelo Instituto Acqua em maio para receber diversos tipos de atividades saudáveis e culturais.

Com programação mensal de atividades, o local oferece cursos de alimentação saudável, feiras e evento cultural com apresentação da Camerata de Choro e venda de pratos preparados por chefs de cozinha da região. Os valores arrecadados com as atividades são revertidos para os projetos sustentáveis desenvolvidos pelo Instituto nos locais em que atua.