Maternidade Benedito Leite encerra terceiro ciclo de Rodas de Conversas com Gestantes em São Luís (MA)

02 de Maio de 2018

Futuras mães que participaram dos cinco encontros receberam certificado e cuidados especiais em evento que reuniu familiares e profissionais da unidade

Empoderamento, emoção, confraternização, amor e carinho. Esses foram os sentimentos celebrados em espaço da Maternidade Benedito Leite ambientado para acolher e encerrar a terceira Roda de Conversas com Gestantes da unidade, em São Luís (MA), em 27 de abril. Na ocasião, aquelas que participaram dos cinco encontros receberam certificados e um novo grupo de futuras mães foi recepcionado.

Pintura de barriga, escalda pés, meditação, bate-papo sobre cuidados com o bebê e chuva de bênçãos – quando as gestantes recebem mensagens positivas e têm a barriga tocada pelos presentes – fizeram parte da programação, que contou com a presença de 30 pessoas. A Roda de Conversas com Gestantes integra as boas práticas de humanização das maternidades gerenciadas pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES).

O encerramento de uma Roda de Conversas é um momento em que as lágrimas de felicidade regam os passos finais para a chegada do bebê. Por isso, a pintura da barriga, mimos, carinho e envolvimento direto da equipe de enfermeiras obstetras e familiares dão ao momento uma aura que tranquiliza a gestante, que, em breve, terá o filho no colo.

“Tudo é muito emocionante e fazemos com muito amor. Concluir mais uma etapa nos deixa sempre felizes, pois sabemos que estamos no caminho certo e plantando uma sementinha no coração de cada casal grávido. Seguimos, assim, na conscientização sobre gestação e nascimento”, afirmou a coordenadora de enfermagem da Maternidade Benedito Leite, Kelma Lucena.

Mãe de primeira viagem, Maria Nonata Marins, 27 anos, enquanto recebia a pintura de barriga, compartilhava a riqueza da experiência vivida no decorrer dos cinco encontros. “Para mim, todos os momentos foram importantes e este é de plena descoberta. As sensações são diferentes e até a forma de amar muda, porque aumenta. Estes encontros têm sido importantes porque desconstroem a ideia de que o parto normal é perigoso. Então, me acalmou e não tenho mais medo. Já quero que chegue o momento e desejo o parto normal”, explicou a gestante, que aguarda a chegada da pequena Vitória Raquel.

Pernambucana, nascida em Recife, e há poucos meses em São Luís, Iara Sims obteve referência das Rodas de Conversas com Gestantes da Maternidade Benedito Leite com amigas de yoga. Ela está com 36 semanas de gestação. “Como estava recém-chegada na cidade e em busca desse tipo de espaço, resolvi participar. Também estive no encontro anterior que tratou dos métodos não farmacológicos para controle da dor e amamentação. Achei interessante, porque compartilha conhecimento, empodera a mulher e nos deixa mais seguras sobre os cuidados, inclusive do pós-parto”, destacou.

Orientadas pelo Ministério de Saúde, as Rodas de Conversas com Gestantes devem oferecer esclarecimentos sobre o que pode acontecer durante gestação e trabalho de parto. No decorrer dos diálogos, os profissionais da unidade ressaltam também a importância do empoderamento da gestante, que surge principalmente da consciência dos seus direitos como, por exemplo, ao atendimento humanizado.