Maternidade Nossa Senhora da Penha (MA) abre ciclo de conversas com gestantes

07 de Fevereiro de 2019

Iniciativa orienta gestantes sobre as etapas da gravidez e parto em seis encontros realizados na maternidade gerenciada pelo Instituto Acqua

Entre as boas práticas de assistência à gestante e ao bebê adotadas pelas unidades de saúde gerenciadas pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde no Maranhão estão as rodas de conversas oferecidas nas maternidades. Na última terça-feira (05/02), um grupo de 20 mulheres participou do primeiro encontro do ciclo deste ano realizado na Maternidade Nossa Senhora da Penha, no bairro do Anjo da Guarda, em São Luís.

A importância do pré-natal foi pauta do debate, além de esclarecimentos sobre etapas da gravidez e do parto. Para dinamizar o encontro, foram utilizadas plaquinhas com perguntas que abordavam temas como exames, plano de parto, consultas e dietas. “O objetivo é ouvir as mulheres, por isso o uso das plaquinhas para direcionar também algumas dúvidas principais. Esse ano vamos ter temas diversos nas rodas de conversas”, disse a diretora da Maternidade Nossa Senhora da Penha, Luciana Ferreira.

Além de orientar sobre direitos da gestante durante o processo do parto, os encontros também capacitam as mulheres a identificar e não permitir situações de violência obstétrica. “A violência obstétrica pode acontecer desde a entrada na maternidade, na maneira como a mulher é recebida até o momento do parto. As boas práticas adotadas hoje na maternidade vieram também para coibir e punir profissionais com esse tipo de conduta”, pontua Luciana.

Amanda Camila Amorim, 21 anos, está na segunda gravidez. No passado, aos 14 anos, teve uma experiência traumática durante a primeira gestação e agora participou da roda de conversa na Maternidade Nossa Senhora da Penha. “Já consegui superar o trauma da primeira gravidez procurando mais informação. Entrei no grupo de whatsapp com outras grávidas, vim na maternidade fazer meu plano de parto e sou acompanhada com o pré-natal, e a roda de conversa traz muitos esclarecimentos”, comentou.

Tanto as gestantes quanto os acompanhantes participam das atividades. No primeiro encontro na Penha, alguns cônjuges ficaram atentos aos cuidados da gravidez. “É bom o companheiro participar. Como é meu primeiro filho, eu quis saber como funciona o parto e dar esse apoio. Eu participo de todos os momentos. A gente recebe informações que são importantes”, disse Samuel Leite Ferreira, 30 anos, casado com a gestante Tayana Serra Melo Ferreira.

Alterações no corpo durante a gravidez, como a gengivite, periodicidade de exames de ultrassonografia, morfológica, tempo de consulta com médico e enfermeiros-obstetras, cuidados com preventivo ginecológico, monitorização fetal, percepções das contrações e dilatações e até os direitos do pai da criança foram dialogados na roda de conversa.

“Após encerrado o ciclo de encontros, as gestantes concluem essa etapa mais preparadas para realizar o parto adequado às condições de saúde que o corpo e o emocional delas sugerem. Elas têm a oportunidade de conhecer toda a estrutura da maternidade, salas de parto e entender o passo a passo desse momento tão importante na vida delas”, concluiu Luciana Ferreira.

Veja as datas das próximas Rodas de Conversas

Dia 12 de fevereiro

14h - Tema: Alterações e Modificações durante a gestação

Dia 19 de fevereiro

14h - Tema: Parto

Dia 26 de fevereiro

14h - Tema: Plano de Parto

Dia 11 de março

14h - Tema: Cuidados no puerpério e ao recém-nascido

Dia 19 de março

14h - Tema: Aleitamento Materno

Dia 26 de março

14h - Tema: Despedida da Barriga

Onde? Maternidade Nossa Senhora da Penha – Rua Dinamarca, Quadra 39 A, snº, Anjo da Guarda, São Luís (MA)