Reanimação cardiopulmonar é tema de capacitação no Hospital Macrorregional Tomás Martins

21 de Agosto de 2017

Atividade orientou equipes da unidade de saúde e também profissionais de outras cidades da região

Profissionais da equipe médica, de enfermagem e multidisciplinar do Hospital Macrorregional Tomás Martins, em Santa Inês (MA), participaram nesta segunda-feira (21/8) de capacitação sobre reanimação cardiopulmonar (RCP) e formas de manuseio do Desfibrilador Externo Automático (DEA). O treinamento foi estendido aos profissionais de saúde dos municípios atendidos pela unidade, que é gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde.

Dividido em duas etapas, o treinamento fez parte das comemorações pelo primeiro ano de implantação da unidade em Santa Inês. O período da manhã foi destinado à parte teórica, com ensinamentos sobre a forma correta de realizar a RCP, cuidados com a vítima, atendimento pré-hospitalar, aspectos legais do socorro e técnicas de como proceder durante a avaliação primária e secundária.

À tarde, os profissionais participaram de atividades práticas com simulações de situações e manuseio do cardioversor. Esse equipamento emite um choque no tórax do paciente que vai até o coração e faz com que o órgão volte a bater. Além desses aspectos, o equipamento monitora se o coração voltou ou não a funcionar.

O enfermeiro Geraldo Cutrim, que ministrou o treinamento, afirmou que a educação continuada é necessária para todos os profissionais. “Mesmo sendo um hospital que não receba casos de urgência e emergência, o profissional pode se confrontar com uma situação que envolva um desses casos, por exemplo, em um paciente internado pode haver alguma intercorrência e que seja necessário realizar a reanimação cardiorrespiratória. É nesse aspecto que o profissional precisa ter habilidade para fazer o procedimento”, explicou.

Formação continuada – A diretora administrativa da unidade, Thayse Lima, lembrou que o treinamento é uma forma periódica de qualificar a equipe. “Esta capacitação mostra que o Macrorregional Tomás Martins se importa com a educação continuada. Estamos trazendo essa educação para dentro do hospital, pois com uma equipe qualificada a prestação do serviço também será melhor e alcançaremos resultados satisfatórios”, destacou.

Além das equipes do hospital, estavam no local representantes de municípios de Governador Newton Bello, Satubinha, Santa Luzia do Paruá, Igarapé do Meio e Zé Doca, bem como da Secretaria Municipal de Saúde de Santa Inês. “Buscamos expandir o conhecimento também para outras cidades e assim multiplicar a informação”, completou Thayse.

O diretor do Hospital Municipal de Newton Belo, uma das cidades reguladas que encaminha pacientes ao Macrorregional Tomás Martins, Jones de Moraes Silva, falou da importância da atividade. “É sempre importante buscar conhecimento para que possamos oferecer um atendimento melhor à população. Através da regulação, o Hospital Macrorregional de Santa Inês tem sempre recebido nossos pacientes”, frisou o enfermeiro.

A programação do aniversário de implantação de um ano da unidade segue como uma ação social na quarta-feira (22/8), na praça da Igreja Matriz, no centro da cidade. A atividade gratuita está prevista para começar às 8h e contará com atendimentos de saúde, como aferição de pressão arterial e testes de glicemia, entre outros.

Um momento destinado à confraternização dos profissionais que atuam na unidade será realizado no dia 25, às 15h. Haverá entrega de brindes e sorteios, além de apresentação do balanço das ações ao longo desses 12 meses.

A programação encerra com a 1ª Corrida pela Vida, para estimular a prática de atividades físicas entre profissionais de saúde e comunidade. A corrida será no dia 27, com concentração na Avenida das Laranjeiras (em frente à imagem de Santa Inês), às 7h.