UTI Pediátrica Cardiológica é inaugurada no Hospital Dr. Carlos Macieira em São Luís (MA)

03 de Julho de 2018

Unidade tem capacidade para realizar 15 cirurgias mensalmente, com atendimento especializado em patologias cardíacas para crianças de zero a 14 anos

Garantir o atendimento pediátrico especializado e humanizado a crianças com patologias cardíacas congênitas. Com esse objetivo, o Governo do Maranhão e o Instituto Acqua inauguraram a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica Cardiológica no Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís (MA), na manhã desta terça-feira (3/7).

O evento contou com a presença do governador Flávio Dino, do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, da subsecretária de Estado da Saúde, Karla Trindade, e do diretor-presidente do Instituto Acqua, Ronaldo Querodia, entre outras autoridades.

“De todas as políticas públicas, a saúde é a que demanda mais atenção porque lidamos com situações de pessoas entre a vida e a morte. Os serviços oferecidos nessa área testam o espírito humanitário, o sentimento e a empatia dos profissionais de saúde", destacou o governador Flávio Dino.

A unidade conta com nove leitos de UTI para cardiopatas pediátricos e oito de enfermaria para retaguarda e tem capacidade para realizar, mensalmente, 15 cirurgias de crianças de zero a 14 anos. “Temos atualmente no Maranhão, em média, 300 crianças em fila de espera para cirurgia cardíaca e ainda não tínhamos uma UTI especializada nesse tipo de tratamento. As que existem são mistas e não conseguem dar vazão para o atendimento a um número tão grande de crianças”, afirmou a cardiologista e coordenadora médica da UTI, Natália Moreira.

“O Maranhão tem se tornado referência de coisas boas. Ainda nesta semana faremos a primeira cirurgia na UTI, e a gente entende que não há serviço de saúde sem que o tratamento disponibilizado seja humanizado, com carinho e amor, além de gratuito e com qualidade”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, durante a inauguração.

O diretor-presidente do Instituto Acqua, Ronaldo Querodia, destacou o diferencial do Maranhão em comparação com o atendimento em saúde oferecido no município de São Paulo, bem como o sucesso da parceria entre o Acqua e o Governo do Estado.

“Nestes três anos temos acompanhado a prioridade do Governo do Maranhão em relação às políticas públicas de saúde, com a abertura de mais serviços hospitalares, na contramão do que vem acontecendo no resto do País. O município de São Paulo tem orçamento quatro vezes maior que o Estado do Maranhão e aqui a quantidade de abertura de leitos é bem maior. Isso é motivo de orgulho para o Estado e para nós por sermos protagonistas desse momento histórico junto ao povo maranhense”, disse Ronaldo Querodia.

Atendimento humanizado – A ambientação da nova UTI Pediátrica Cardiológica, com decoração temática e brinquedoteca, foi projetada para oferecer um espaço de acolhimento e humanização aos pacientes e familiares. As crianças internadas serão acompanhadas por equipe multiprofissional 24 horas por dia.

Composta por equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas e fonoaudiólogos, a nova ala vai contribuir para a diminuição da taxa de mortalidade das crianças cardiopatas no Estado.

O cirurgião cardíaco-pediátrico Vinícius Nina explicou que a cardiopatia congênita exige cirurgias complexas. “Oito entre cada mil crianças nascem com má formação no coração, como sopro, inversão e dificuldade de comunicação entre os dois lados, e tudo isso precisa de tratamento cirúrgico. Cerca de 50% delas precisam de tratamento no primeiro ano de vida, que será oferecido aqui, com tecnologia avançada para a realização de ecocardiograma e cateterismo, entre outros procedimentos.”