contato@institutoacqua.org.br

Hospital Dr. Carlos Macieira (MA) alcança marca de 200 pacientes recuperados da Covid-19

21/05/2020

Maria do Socorro Ramos Cordeiro, 76 anos, foi a paciente de número 200 recuperada da Covid-19 no HCM, unidade gerenciada pelo Instituto Acqua e SES no Maranhão

A batalha contra a Covid-19 no Maranhão ganhou número significativo nesta semana. O Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), em São Luís, referência no tratamento da doença, atingiu a marca de 200 pacientes recuperados, na última quarta-feira (20/05). A unidade de saúde é gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O número simbólico tem nome, sobrenome e uma história de superação. É a vida de Maria do Socorro Ramos Cordeiro, 76 anos, que foi internada no HCM em 11 de maio, regulada pela Unidade de Pronto Atendimento do Araçagy, na capital maranhense. “Comecei a passar mal com dor no corpo, me sentindo ruim. Não tive febre nem tosse. Sentia dificuldade de respirar e fraqueza no corpo. Minhas filhas viram que estava abatida e me levaram para uma UPA”, disse Maria.

Veja o vídeo da alta de Maria do Socorro.

Com sintomas moderados, a paciente permaneceu por 10 dias internada no hospital. Segundo a equipe médica que tem atendido pacientes com a Covid-19, o tratamento consiste em uso de antibióticos, coagulantes e corticóides, de acordo com o estado clínico.

O caso de Maria exigiu o recurso de oxigenoterapia e máscara concentradora, sem necessidade de entubação. “Geralmente esses pacientes têm respiração rápida e curta, às vezes não conseguem completar uma frase sem cansaço e o tratamento é com os antibióticos. Ela recebeu alta porque já não apresenta o desconforto respiratório e não tem outros sintomas”, disse Daniel Tomich, médico residente do hospital.

Para o diretor do HCM, Edilson Medeiros, atingir a marca de 200 pacientes recuperados do coronavírus é uma vitória e reconhecimento do esforço de toda equipe assistencial. “Cada paciente recuperado é uma vida que foi salva. Estamos lidando com uma doença nova e a recuperação, mais do que um número quantitativo, é mais uma alegria para a família do paciente recuperado”, destacou Edilson.

Maria Cordeiro agradeceu o tratamento recebido no hospital. “Ouvia falar muita coisa, que a doença mata as pessoas. Eu duvidava até que aconteceu comigo, de adoecer. A equipe cuidou muito bem de mim e agora eu só quero ir para casa encontrar meus filhos”.

Recuperados – A alta dos pacientes é feita a partir de avaliação clínica baseada na aferição do padrão respiratório satisfatório. Quando a aferição da saturação está superior a 94% em ar ambiente por 24 o padrão respiratório do paciente é considerado satisfatório. De acordo com o estado clínico, é recomendado ainda o reforço da avaliação de alta por meio de exames complementares, como o padrão radiológico.

Os pacientes recuperados não transmitem o vírus, mas são orientados a dar seguimento a consultas e acompanhamento do quadro clínico nas Unidades Básicas de Saúde, além do uso das máscaras em cumprimento à determinação do Governo do Estado. O Hospital Dr. Carlos Macieira é referência para o atendimento de pessoas infectadas pelo novo Coronavírus, conta com estrutura de 74 leitos de UTI e 128 leitos de enfermaria exclusivos para pacientes com Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *