contato@institutoacqua.org.br

Hospital Regional de Ponta Porã (MS) disponibiliza vacina contra gripe para profissionais do Pronto-Socorro

26/03/2020

Doses serão administradas por etapas e grupos de risco terão prioridade na vacinação; hospital é gerenciado pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul

O Hospital Regional Dr. José de Simone Netto, em Ponta Porã (MS), disponibiliza até esta terça-feira (27/03) vacina trivalente contra o vírus da gripe Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2) para os colaboradores do Pronto-Socorro. A doses foram fornecidas pela Secretaria Municipal de Saúde de Ponta Porã. A unidade é gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES).

“As vacinas serão administradas por etapas. Nesta primeira serão aplicadas para a equipe multidisciplinar do Pronto-Socorro e tem objetivo de garantir imunização eficaz contra a influenza nesses profissionais que atendem diretamente na porta. Posteriormente, o município ofertará mais vacinas e seguiremos a imunização entre os colaboradores das unidades críticas e clínicas”, afirmou a gerente de enfermagem, Edna Cândido.

Segundo informações do Ministério da Saúde, a vacina contra influenza não tem eficácia contra o Coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para Coronavírus, já que os sintomas são parecidos.

Para a assistente social, Samara Nunes Ferreira Araújo, que atua diretamente com público externo, a vacinação é essencial. “Nós temos contato diretamente com pacientes e familiares. A prevenção e imunização são as melhores medidas para evitarmos o contágio”, comentou.

Em 2020, até a Semana Epidemiológica (14 de março), foram registrados 165 casos e 13 óbitos por Influenza A (H1N1), 139 casos e 14 óbitos por Influenza B e 16 casos e 2 óbitos por Influenza A (H3N2). O estado de São Paulo concentra o maior número de casos de H1N1, com 42 casos e 2 óbitos. Em seguida, estão Bahia (40 casos e 3 óbitos) e o Paraná (20 casos e 5 óbitos). No ano passado, o país registrou 5.800 casos e 1.122 óbitos pelos três tipos de influenza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *