contato@institutoacqua.org.br

Hospital Tomás Martins (MA) realiza primeiras cirurgias bucomaxilofaciais

15/02/2021

Realização dos procedimentos cirúrgicos inéditos na região é resultado da ampliação dos serviços da rede estadual de saúde; pacientes realizam consultas na Policlínica de Santa Inês e são encaminhados para cirurgia no Macrorregional

O Hospital Macrorregional Tomás Martins, em Santa Inês (MA), realizou as primeiras cirurgias bucomaxilofaciais no último final de semana. Os procedimentos cirúrgicos inéditos na região do Vale do Pindaré integram a ampliação dos serviços ofertados à população pela rede estadual de saúde. Os pacientes realizam as consultas na Policlínica de Santa Inês e em seguida são encaminhados para a realização da cirurgia no Macrorregional Tomás Martins. Os dois aparelhos de saúde são gerenciados pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Ivan Rego, diretor-geral do Hospital Tomás Martins, afirmou que apesar de ser um serviço novo, a unidade de saúde se preparou para receber os pacientes e realizar atendimento de qualidade. “Como era um procedimento novo na nossa rotina, precisamos solicitar medicamentos e equipamentos para que pudesse oferecer conforto e segurança aos nossos pacientes”, disse.

Umas das primeiras pacientes a ser submetida à cirurgia foi Erisvânia Conceição Mendes, natural do município de Olho D’Água das Cunhas. Ela destacou a melhoria na qualidade de vida após o procedimento. “Quando escovava os dentes, minha boca sangrava. Agora minha vida vai melhorar, pois não terei nada impedindo de me alimentar. Não podia mastigar que sentia dores”, contou.

A paciente foi diagnosticada com tumor na região da cavidade bucal no quinto mês de gestação. A realização do procedimento cirúrgico só foi possível após o nascimento da filha. Ela conta que apresentava dificuldade na fala, não tinha boa deglutição e não se alimentava bem. De acordo com a equipe médica de cirurgiões, o resultado de alguns exames definirá qual tratamento será seguido durante o acompanhamento desse tipo de patologia.

Neste primeiro momento, além do procedimento em Erisvânia, foram realizados dois outros tipos de procedimentos cirúrgicos. A Luxação da articulação temporomandibular (ATM) é um tipo de patologia, que de acordo com a equipe cirúrgica, traz limitação impedindo que o paciente ao abrir a boca consiga fecha-lá. Todas as vezes que a mandíbula fica fora do lugar é necessário procurar atendimento em uma unidade de saúde para colocar a mandíbula na posição. Esse tipo de cirurgia, no momento, só está sendo realizada no Macrorregional de Santa Inês.

O outro procedimento cirúrgico foi decorrente de uma fratura de mandíbula ocasionada por um acidente de motocicleta. Com a cirurgia foi possível reestabelecer todas as mobilidades funcionais ocasionadas pelo trauma, além de danos estéticos.

“Com este novo serviço buscamos, diante do empenho de nossas equipes, prestar atendimento humanizado e poder assim resgatar sorrisos e contribuir para mais qualidade de vida dos maranhenses” ressaltou a diretora-executiva do Insituto Acqua, Paula Assis.

Serviço integrado – Com a instalação da Policlínica de Santa Inês, moradores da região podem ter acesso a serviços ambulatoriais de forma mais rápida. Após a realização de consultas ambulatoriais e exames pré-operatório, pacientes realizam os procedimentos cirúrgicos no Macrorregional. O acompanhamento do pós-operatório também é realizado na Policlínica de Santa Inês.

A especialidade bucomaxilofacial contará ainda com procedimentos de traumas faciais, tratamento das infecções da face e boca, cirurgias bucais que não são possíveis serem feitas em ambiente ambulatorial pelas suas peculiaridades e tratamento das deformidades da face bem como cirurgias articulares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *