contato@institutoacqua.org.br

Maternidades gerenciadas pelo Instituto Acqua no Maranhão realizam partos dos primeiros bebês de 2022

03/01/2022

Cristian Davi foi o primeiro bebê a nascer em 2022 no estado do Maranhão após parto normal na Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão, às 00h01 do dia 1º de janeiro; No total, 46 bebês nasceram nas unidades de saúde gerenciadas pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES)

O primeiro bebê a nascer em 2022 no Maranhão, Cristian Davi, veio ao mundo nos primeiros minutos do dia 1º de janeiro na Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão, em São Luís. Debora Raquel, mãe de Cristian, deu à luz após o parto normal. No total, 46 bebês nasceram, neste início de ano, nas maternidades e hospitais administrados pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Após o trabalho de parto, com desenvolvimento de práticas humanizadas e acompanhamento em tempo integral pela equipe de enfermagem, Cristian nasceu pesando 2,100 kg e 47 cm. Entre as práticas realizadas durante o parto humanizado, a equipe realizou ainda a pintura da placenta. As equipes de enfermagem após o parto pintam a figura da placenta em forma de carimbo em um papel A4. A lembrança é uma demonstração de amor.

Já na Maternidade Nossa Senhora da Penha, também em São Luís, Caio Henrique foi o primeiro a nascer às 00h30 de 1º de janeiro. A mãe do pequeno Caio, Rebeca Santos, 28 anos, destacou a importância do nascimento do segundo filho.

“Meu primeiro parto foi cesárea e o segundo foi normal. Enquanto um teve tudo programado, o outro foi completamente diferente, até porque a gente esperava ele só daqui a 10 dias. A sensação é que agora está tudo completo. O meu primeiro filho, Kaleb, sempre dizia que queria um irmão e quando soubemos que estava grávida do Caio, em momento nenhum se afastou, mostrou ser um verdadeiro companheiro”, disse Rebeca.

Caio Henrique nasceu com pouco mais de 4 Kg. Além dele, outro bebê, uma menina, também nasceu na Maternidade Nossa Senhora da Penha no primeiro dia do ano. “Estamos sempre preparados para tudo. Pelo fato de trabalharmos com assistência voltada para o acolhimento humanizado, a nossa expectativa estava muito grande. É um SUS que dá certo, voltado para promover a vida”, disse a supervisora de Enfermagem e enfermeira obstetra, Ivaneide Serra.

Já na Maternidade Humberto Coutinho, em Colinas, a primeira bebê a nascer no primeiro dia do ano foi Maria Emanuelly. Ela veio ao mundo às 02h após Maria Eduarda Nascimento ser atendida na unidade de saúde. Maria Emanuelly nasceu pesando 296 gramas e 47 cm. Na maternidade instalada no Hospital Regional de Balsas, os dois primeiros partos foram às 11h, um do sexo masculino e um do sexo feminino.

Assistência Humanizada – O parto humanizado integra as boas práticas de assistência à saúde promovida nas maternidades gerenciadas pelo Instituto Acqua em parceria com a SES. As ações incluem o uso de quartos privativos, métodos não-farmacológicos de alívio da dor, técnicas de relaxamento, presença de acompanhante ou doula, de acordo com orientações do Ministério da Saúde.

O parto humanizado é um modelo de atenção pautado em três pilares: autonomia das mulheres, equipe multiprofissional e evidências científicas, com o objetivo de combater práticas de violência obstétrica. Além dos cuidados realizados no pré-parto e no pós-parto, as gestantes também contam com outros serviços durante a gravidez e no puerpério, como registro civil do bebê em posto instalado nas unidades de saúde.

Um comentário em “Maternidades gerenciadas pelo Instituto Acqua no Maranhão realizam partos dos primeiros bebês de 2022”

  1. Valdirene Marinho disse:

    👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼sejam bem vindos ao mundo🙌🏻

Deixe um comentário para Valdirene Marinho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *