contato@institutoacqua.org.br

Palestras e consultas de urologia marcam Novembro Azul no Hospital Tomás Martins (MA)

22/11/2020

Campanha sensibiliza para formas de prevenção ao câncer de próstata nas unidades de saúde gerenciadas pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) 

No Hospital Macrorregional Tomás Martins, em Santa Inês (MA), a programação alusiva à campanha Novembro Azul reuniu colaboradores e usuários da unidade de saúde gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) nos dias 18 e 19 de novembro. Palestra e atendimento ambulatorial, com prescrição de exames de sorologia para infecções sexualmente transmissíveis, PSA (próstata), aferição de pressão arterial e teste de glicemia foram oferecidos.

Geraldo da Silva, 45 anos, morador da cidade de Bela Vista do Maranhão, estava no hospital para consulta de rotina e aproveitou a ocasião para acompanhar a palestra. “Achei importante ouvir informações sobre o câncer de próstata e já vou aproveitar para fazer os exames aqui mesmo”, disse. Ele e demais participantes foram informados sobre aspectos que caracterizam e identificam o câncer de próstata, a partir dos sinais e sintomas mais frequentes, o diagnóstico, exames complementares, a forma de tratamento e de prevenção.

“A campanha ajuda a alertar para esta doença que é silenciosa e que causa muitos prejuízos para a saúde do homem, se for identificada ainda no início é possível agir com um tratamento menos invasivo para o paciente”, disse o enfermeiro John Madson da Silva, palestrante no evento.

As consultas foram conduzidas pelo urologista Wildebert Aires de Sousa, que realizou 10 atendimentos. Ele pontuou a importância da consulta médica para homens na faixa acima de 45 anos. “É um câncer urológico, o que mais acomete os homens por fatores genéticos, principalmente, e também outros fatores diversos. Por ser uma doença assintomática é importante manter as consultas com regularidade anual. No atendimento, primeiro fazemos o toque retal para avaliar alterações suspeitas como endurecimento ou nódulo. Caso o paciente apresente esse sintoma, seguimos para o teste de PSA, um exame de sangue, e, se identificadas alterações, é feita a biópsia para confirmar o laudo e iniciar o tratamento”, esclareceu Wildebert Sousa.

Tratamento – O câncer de próstata é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca). A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas, e se assemelha a uma castanha. Ela localiza-se abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma.

Na fase avançada, o paciente apresenta sintomas como dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência, presença de sangue na urina e/ou no sêmen. A indicação da melhor forma de tratamento vai depender de vários aspectos, como estado de saúde atual, estadiamento da doença e expectativa de vida. Em casos de tumores de baixa agressividade há a opção da vigilância ativa, na qual periodicamente se faz um monitoramento da evolução da doença intervindo se houver progressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *